Renato Rodovalho Scussel

Caros colegas associados,

Estamos vivendo um tempo de renovação. Este processo sem marco inicial, sem termo e além dos lindes da nossa Associação é marcado pelo comportamento dos agentes transformadores da história deste país. Assim, temos a geração que cresceu sob a ótica dos valores emanados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, a sociedade que se habituou a falar sobre antigos tabus, a imprensa que abriu sua pauta para as causas sociais e as inovações tecnológicas que deram suporte ao surgimento de novas mídias.

Nesse contexto, ganha notoriedade a abertura do Poder Judiciário para debate de questões importantes junto à sociedade. Um Poder que passa a se aproximar do povo, abrindo novas possibilidades de acesso à Justiça e tornando sua atuação mais transparente.

Penso que a nossa Associação poderá desempenhar papel importante na construção de novos valores. Agregar magistrados da infância e da juventude de todos os rincões do Brasil significa agrupar conhecimento, dividir experiências e desenhar um perfil de magistrado capacitado, técnico e participativo, que se envolve com as questões de seu país e de sua comunidade distribuindo justiça e buscando a paz social.

Portanto, acredito que a Abraminj pode servir de espaço de debate e atuação em diversas frentes, incentivando fóruns de discussões, a exemplo do Fonajuv, fortalecendo as coordenações da infância e da juventude perante os tribunais de justiça, no funcionamento dos cadastros de acompanhamento de medidas protetivas e socioeducativas idealizados pelo CNJ, promovendo debates sobre as implicações da Lei do Sinase, que regulamenta o processo de execução de medidas socioeducativas, e da Lei 12.010/09, que trata da convivência familiar e comunitária, e ainda compartilhando as bem-sucedidas experiências da implantação da Justiça Restaurativa, que desponta como forma de pacificação dos conflitos infantojuvenis.

A Associação deve fomentar o reconhecimento do papel diferenciado do magistrado da infância e da juventude, integrante de uma Justiça especializada que requer do Tribunal a dotação de estrutura diferenciada e orçamento destacado para executar as ações e projetos da equipe interprofissional.

Nossos ambiciosos objetivos só podem ser almejados com a união de todos os associados desta Casa. Desejamos fortemente que a Abraminj represente um meio de retirar os juízes do isolamento de seu gabinete rumo ao caminho seguro e certo do exercício da jurisdição.

Para alcançar todos os magistrados dos quatro cantos do país, temos a nosso favor a modernidade tecnológica que encurta nossas distâncias e nos aproxima. A partir de hoje, está no ar o site renovado da Abraminj, ferramenta útil que certamente facilitará o estreitamento entre os associados. Ao navegar, o usuário encontrará as novidades de interação, onde será possível cadastrar notícias, projetos, artigos e trocar informações úteis à rotina de trabalho.

Enfim, estamos construindo o perfil do magistrado da infância e da juventude do século XXI, que olha o passado com respeito e tem ciência da sua importância, que encara com segurança os desafios do presente e vislumbra o futuro com esperança e convicção do papel que desempenha como agente transformador dos novos tempos.

 

Renato Rodovalho Scussel
Presidente da Abraminj


SHN Qd 05, Bloco I, Sobreloja 1, Hotel Mercure Líder, Asa Norte, Brasília/DF, CEP: 70.705-912 - secretaria.abraminj@gmail.com - Telefones: (61) 3877-7477 e (61) 98347-0048

Desenvolvido por VKT Brasil