Presidente representa Abraminj em congresso internacional sobre Justiça para crianças em Paris

07 Jun 2018

Por: Abraminj com informações dos portais do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais e Congrès Mondial sur la Justice pour Enfants
Foto: Abraminj

A convite da  Associação Internacional de Magistrados da Juventude e da Família (AIMJF), o presidente da Associação Brasileira dos Magistrados da Infância e da Juventude – Abraminj, Renato Rodovalho Scussel, participou, representando esta entidade, do World Congress on Justice for Children (Congresso Mundial sobre Justiça para Crianças - Fortalecimento dos sistemas de justiça infantil: desafios, incluindo aqueles relacionados ao desengajamento do extremismo violento),  realizado entre 28 e 30 de maio de 2018, sob o patrocinio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura - Unesco, na sua sede, em Paris-França.

O evento reuniu cerca de 850 participantes de quase 100 nacionalidades, entre profissionais e atores internacionais, com o objetivo de compartilhar suas perspecitvas sobre a justiça juvenil e da família, bem como a prevenção da deliquência e extremismo violência. Sendo assim, contando com 100 conferencista que debateram em sessões plenárias e 28 workshops, o foco se centrou em três principais questões: tendência global envolvendo a participação infantil em atividades extremistas violentas e as respostas possíveis; a necessidade de identificar formas mais eficazes de reduzir a delinquência juvenil e a reincidência e como melhorar os mecanismos de proteção para crianças vulneráveis e estratégias de prevenção precoce.

O congresso foi organizado pela Associação Internacional de Magistrados da Juventude e da Família (AIMJF), a Fundação Terre des hommes, a Reforma Penal Internacional (PRI), com a Rede de Informação sobre os Direitos das Crianças (CRIN), a Defensoria Internacional de Crianças e Adolescentes (DCI), o Instituto de Formação Judiciária da Bélgica (IGO-IFJ) e apoiado pela Unesco, com o patrocínio do Programa de Informação para Todos (PIPT).

Durante os três dias, nas quatro línguas oficiais do congresso (inglês, francês, árabe e espanhol), os palestrantes apresentaram estratégias e experiências para fortalecer os sistemas de justiça juvenil e familiar nacionais, propondo práticas concretas e promissoras relativas à proteção da infância e juventude, prevenção do crime, programas de diversão, de reinserção e alternativas à privação de liberdade em contexto de contraterrorismo. Jovens com experiência em situação de conflito ou guerra e de intervenção por sistemas de justiça juvenil deram o seu testemunho pessoal e outros acompanharam os trabalhos do congresso apresentando, no final, um conjunto de orientações visando uma maior eficácia na definição de políticas sociais e de justiça nesta área.

Os trabalhos do Congresso resultaram na elaboração da “Declaração de Paris”, que será apresentada publicamente nas próximas semanas contendo recomendações para o fortalecimento e melhoria dos sistemas de justiça juvenil nos próximos anos.

AIMJF e Abraminj

Renato Scussel com a presidente da AIMJF, Avril Calder (Inglaterra e Baleias)A Abraminj, instituição que completa 50 anos de atividade em outubro deste ano, há muitos anos era filiada à Associação Internacional de Magistrados da Juventude e da Família, fundada e registrada em Bruxelas (Bélgica) em 1928 e em 1963. Segundo Scussel, a oportunidade serviu para regularizar a situação da Abraminj perante a AIMJF. “Fomos convidados por essa Associação Internacional para participar do evento e a ocasião foi propícia para retomar nossas atividades naquela entidade. Agora nós estamos integrando o conselho deliberativo da AIMJF em face de nossa dimensão e reconhecimento latino-americano.”

O presidente Renato Scussel disse que passará a receber o informativo semestral “The Chronicle”, a voz da AIMJF, publicado em inglês, espanhol e francês, que tem por finalidade promover o debate sobre questões da infância, juventude e da família, que afligem o mundo. Os associados da Abraminj podem entrar em contato com Scussel sinalizando que desejam receber o informativo, pelo e-mail renato.scussel@hotmail.com.

Renato Scussel com a vice-presidente da AIMJF, Marta Pascual (Argentina).A AIMJF é uma ONG com status consultivo no Conselho da Europa e associada ao Departamento de Administração da ONU. Representa os esforços mundiais para estabelecer ligações entre magistrados de diferentes países, bem como com outras associações internacionais que trabalham no campo da proteção da juventude e da família. A entidade promove pesquisas sobre problemas internacionais que enfrentam o funcionamento dos tribnais e várias leis relativas à juventude e à família.

 

Legendas das fotos

Fotos 1 e 2: Scussel representa Abraminj em congresso internacional realizado em Paris

Foto 2: Scussel com Avril Calder, ex-presidente da AIMJF

Foto 3: Scussel com Marta Pascual, presidente recém-eleita da AIMJF