Convênio possibilita assistência religiosa a adolescentes que cumprem medidas socioeducativas

04 Fev 2019

Por: TJSE
Foto: TJSE

Foi assinado na terça-feira, 29/01, pelo Presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), Des. Cezário Siqueira Neto; o Presidente da Fundação Renascer, Welington Mangueira e pelo Arcebispo da Arquidiocese de Aracaju, Dom João José Costa, convênio para acesso a assistência religiosa para adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas.

O Presidente do TJSE afirmou ser um prazer assinar um convênio que contribuirá para a ressocialização de adolescente em conflito com a lei. “Parabenizo a Arquidiocese e Dom João Costa; a Fundação Renascer, na pessoa do Dr. Welington Mangueira e, principalmente, a Dra. Iracy Mangueira, que cumpriu com destaque a sua atuação como Juíza coordenadora da Infância e Juventude e Mulher”, considerou o Des. Cezário Siqueira Neto.

“É uma iniciativa importante e a Igreja Católica dará assistência semanal nas unidades de internamento com a presença de vários grupos de evangelização. Sabemos que por meio da religião podemos resgatar as pessoas que de alguma forma se afastaram de Deus e cometeram infrações. Já estive nas unidades e a esperança é de que com esse trabalho e a parceria com o TJSE e a Fundação Renascer possamos fazer a diferença na vida desses jovens”, explicou o Arcebispo da Arquidiocese de Aracaju, Dom João José Costa.

Para o Presidente da Fundação Renascer, Welington Mangueira, os princípios humanistas, humanitários, da Igreja Católica serão suficientes para demonstrar a relevância desse convênio para os adolescentes. “Ninguém nasce com um espírito ruim, nem com o desejo de ser perverso e muito menos infrator da lei. Já temos um trabalho bem desenvolvido com o Padre Henrique, supervisionado pelo nosso Arcebispo”.

“Com a assinatura do convênio daremos continuidade a um projeto-piloto que já havia sido implantado nas unidades socioeducativas para a assistência religiosa aos internos que desejassem participar, nos termos do que prevê o art. 94, inciso XII, do ECA. Cada grupo religioso da igreja adotou uma unidade de internação e a ação tem sido bem recebida pelos adolescentes com uma perspectiva de ressignificação da sua vida e de seus laços com a sociedade”, concluiu a Juíza coordenadora da Infância e Juventude, Iracy Mangueira.

Participaram da solenidade de assinatura do convênio integrantes do Movimento Focolares ou Obra de Maria, que é um movimento leigo de inspiração cristã-católica fundado em 1943, em Trento, Itália, por Chiara Lubich. Vive o Ecumenismo, com adeptos em diversas confissões religiosas, ressaltando, entre outros princípios, a unidade.