Projeto Padrinho

31 Jan 2013

O Projeto Padrinho foi criado em 26/6/2000, pelo Poder Judiciário de Campo Grande-MS, com a finalidade de convocar a sociedade para se aproximar da realidade das famílias carentes de seu município e assim minimizar o sofrimento de crianças e adolescentes. Por meio da doação de bens, serviços e afetividade pelos padrinhos às famílias, muitas crianças que vivem em instituições de acolhimento conseguem retornar aos seus lares.

As pessoas podem se cadastrar no projeto em diferentes modalidades de apadrinhamento. O padrinho afetivo dispensa carinho e atenção especial à criança institucionalizada, por meio de passeios nos finais de semana. O padrinho voluntário desempenha trabalho esporádico nas entidades de acolhimento, e o prestador de serviço doa sua habilidade profissional ou fornece ajuda material.

Quando ainda era ligado à Vara da Infância, da Juventude e do Idoso em Campo Grande, o Projeto Padrinho venceu em 2007 o concurso “Mude um Destino”, promovido pela Associação dos Magistrados do Brasil (AMB), na categoria Poder Judiciário.

Em 2012, já sob execução da Coordenadoria da Infância e da Juventude do estado, o projeto novamente foi reconhecido, desta vez, com menção honrosa no “I Prêmio CNJ Infância e Juventude”, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A iniciativa está presente nas comarcas de Dourados, Amambai, Aquidauana, Corumbá, Rio Brilhante, Maracaju, Três Lagoas, Bataiporã, Nova Andradina, Sonora, Jardim, Bonito e Ponta Porã. Outras comarcas solicitaram a implementação do projeto.

Para fazer parte do projeto como madrinha ou padrinho, basta se inscrever. Os telefones para contato no Projeto Padrinho são 3317-3633 e 3317-3446.

Fonte: Abraminj, com informações do TJ/MS.